Return to site

sabia que somos do interior?

Pouca gente sabe, mas apesar da nossa atuação já ter ultrapassado a marca de 200 cidades pelo Brasil, o aiqfome nasceu na cidade de Maringá/PR e a sede permanece longe dos grandes centros urbanos do país, ao menos no que diz respeito à localização.

Para nós, tamanho não é documento, afinal, nas menores cidades estão os melhores pratos e todas as memórias afetivas ligadas aos sabores regionais.

Com as melhores taxas de avaliação do Brasil na App Store e na Google Play, nosso aplicativo se destaca pela forte operação no mercado de delivery online interiorano, bem à frente dos concorrentes ativos nas capitais.

comfort food & comfort place

Para chegar à marca de 21 estados brasileiros, faixa que alcançamos recentemente, transformamos o nosso modelo de negócios em licenciamento, um modelo de expansão que permite que um empreendedor local leve a marca do aiqfome para a sua cidade e conte com plataforma técnica completa e suporte integral do nosso time de expansão.

Com investimentos que variam de R$12 mil a R$55 mil, os licenciados passam a gerenciar os restaurantes e clientes, online, através do aplicativo da marca, seguindo o modelo marketplace.

E se você comparar as taxas oferecidas pelo aiqfome e franquias tradicionais, é possível perceber que o valor do investimento em licenciamento é relativamente baixo, o que garante um crescimento muito mais rápido e expansivo dos nossos serviços.

Desde que onde você more tenha menos de 350 mil habitantes, exista internet, sinal 3G de celular e restaurantes que façam entrega de comida, há mercado para o aiqfome entrar na sua rotina.

Em Pato Branco, cidade paranaense com quase 83 mil habitantes, a empresa chega a movimentar, por mês, mais de R$ 1,2 milhão com a entrega de comidas prontas.

Só em 2018, chegamos a 68 novas cidades, com quase 2 milhões de pedidos e um GMV (valor transacionado) de R$ 64,4 milhões.

por que escolhemos focar nas pequenas cidades

Geralmente, as cidades do interior passam pelo ponto cego do radar dos empreendedores, o que pra gente, era uma questão totalmente incongruente, já que as receitas que fazem sucesso no nosso dia a dia vieram das cozinhas tradicionais das comunidades locais.

Direcionar as nossas atividades para a população interiorana foi a forma que achamos de agradecer nosso povo pelos sabores, cheiros e tradições que fazem parte da nossa história e ajudá-los a crescer e ajudar as próximas gerações a evoluir sem precisar dizer adeus aos seus costumes e temperos.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK