A fronteira do Brasil começa onde termina ou termina onde começa?

Esse paradoxo pode até não ter uma resposta exata, mas a raiz matemática que abriga os extremos do nosso país têm um denominador comum: a fome de inovação.

O marco zero da atuação do nosso aplicativo é Maringá, mas entre o norte e o sul do Brasil, quase 200 já alteraram a forma de consumir os alimentos locais, sem deixar de lado suas tradições mais profundas.

Quem explora o aiqfome, encontra cidades de Pelotas à Cruzeiro do Sul e de Cruzeiro do Sul à Parnaíba na palma da mão e se depara com coisas como pancho e cachorro-quente, farinha de pescado e piracuí, suco de bergamota e laranja, sacolé e ju-ju din-din.

Estamos cruzando, a cada dia, com mais uma cidade, mais um estado, mais uma fronteira e mais uma história feita de famílias inteiras, que enxergaram no tempero do seu próprio lar, uma forma de sustento e propagação da sua identidade cultural.

Portanto, da próxima vez que você se deparar com uma bolsa roxa de fantasminha por aí, lembre-se sempre que não estamos entregando apenas um pedido, mas sim um costume e uma vontade enorme de estar cada vez mais perto de onde as transformações ganham diversidade e sabor: na sua mesa.

Com qual sotaque você leu as nossas linhas?

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK